A moderna ditadura velha

Em uma sociedade democrática, a livre expressão e livre escolha é um direito adquirido inerente a qualquer cidadão, fomentando assim as bases democráticas do meio em que vivemos, transformando a barbárie social em estado soberano de direito. Tais direitos permitem aos cidadãos debaterem livremente sobre quaisquer assuntos pertinentes e de interesse público ou privado para…

Avalie isto:

A busca repetida por um salvador da pátria

Estamos a cinco meses de mais uma eleição presidencial, que não é só presidencial, pois elegeremos deputados estaduais, federais, senadores e governadores, mas é claro que o que está em evidência é o nosso futuro presidente, ou o mais novo salvador da pátria. “SQN”. Será de direita ou esquerda? Centrão? A hora está chegando, qual…

Avalie isto:

Movimentos Sociais!?

Existem no país movimentos sociais que se preocupam mesmo com os fracos e oprimidos?! Acho que a resposta é clara, não!! Aqui vemos vários que se dizem ajudar, mas na verdade funciona assim: Os Movimentos invadem uma área cobram daquele mesmo pobre que mal tem dinheiro para se sustentar que automaticamente terão que permanecer ali,…

Avalie isto:

1° de Maio – Dia do Trabalho

1° de Maio – Dia do Trabalho. Dia de vermos protestos por todo o Brasil. Protestos dos que estavam junto com o Partido dos Trabalhadores no poder e que deram as costas para os mais de 13 milhões de trabalhadores que perderam o seu maior direito garantido pela Constituição​ Federal​ o emprego. Onde estavam Sindicatos,…

Avalie isto:

Armas não matam, a certeza da impunidade sim

O argumento do candidato a presidência Jair Bolsonaro e seus filhos, que se cada cidadão brasileiro tivesse uma arma em casa sua segurança estaria garantida, é um argumento demagógico, eleitoreiro, populista e malicioso, policiais treinados morrem em casa, na rua, no trabalho e no lazer. Imaginemos um vizinho que possua uma arma em casa e…

Avalie isto:

Ou se morre como herói, ou vive -se o bastante para se tornar o vilão

Um dos grandes sucessos do gênero no cinema, em 2008, foi o filme “Batman: o cavaleiro das trevas” (Warner Bros. Company). Nele fomos apresentados ao personagem que marcaria o filme e o seu interprete que, com maestria, compôs o tom cômico, sarcástico e maquiavélico necessário ao vilão da obra, o “palhaço do crime”, “Coringa”. Certa…

Avalie isto: